domingo, 6 de janeiro de 2008

Testemunhos de vida

VENCER O CANCRO É POSSÍVEL!

Hoje vou contar a história de Cesaltina Barreto, mulher corajosa alentejana natural de Elvas, e que viveu desde nova em Leiria, devido à transferência de seu marido que era militar.
Com 50 anos foi-lhe detectado cancro da mama, e fez mastectomia radical! Não foi fácil, aliás não é fácil para ninguém...
Recusou-se a fazer quimioterapia. Fazia a consulta de rotina no IPO em Coimbra, onde foi operada, e sempre muito bem tratada.Tomava o tamoxifeno todos os dias, mas às vezes esquecia-se! Fez sempre a sua vida normal.
Dizia com mágoa que já não ia ver o nascimento da neta.
O tempo foi passando e tudo ia correndo bem. Nasceu a neta, e uns anos mais tarde um neto, viu-os crescer e ajudou a cria-los.
Mas ao fim de 10 anos teve recidiva, e tirou a outra mama! Recusou novamente fazer quimioterapia. Entretanto a sua nora de repente adoece! Cancro da mama! Mas dos piores, só viveu um ano! Foi muito duro para toda a família.
Depois deste drama dizia, agora é que não chego ao casamento da minha neta!
Dia após dia ia lutando como podia, e os anos foram passando... Foi vencendo o cancro.
Assistiu com muita alegria ao casamento da neta! O neto formou-se em matemática, e uns anos depois casou.
Foi bisavó! Duas meninas da neta, e duas meninas do neto, viu-as nascer com muita alegria.
Vivia com o seu marido que tinha 89 anos, e fazia ainda a sua lida da casa, ia ás compras, fazia a comida! Era uma guerreira, nunca se queixava da vida, muito trabalhadora, foi um exemplo de coragem.
Estavam os dois, a passar uns dias em casa do filho, nos fins de Janeiro de 2006, num sábado à noite estava a beber o seu chá, deu-lhe um AVC. Fui eu que a amparei, para não cair.Na mesma altura deu também um AVC ao seu marido, foram os dois para o hospital.
O seu marido faleceu no dia 1 de maio de 2006! A D. Cesaltina nunca mais falou, e faleceu a 8 de maio de 2006 com a bonita idade de 85 anos. Ficaram os dois na mesma sepultura.

Presto a minha homenagem, a esta grande mulher! Aprendi muito com ela!
Uma mulher que lutou sempre, e nunca baixou os braços! E venceu!!!
Obrigado D.Tina ( como eu a tratava) a Sra, foi uma guerreira! Uma vencedora!
VENCER O CANCRO É POSSÍVEL!!!

15 comentários:

Nela disse...

Há guerreiras escondidas onde menos se espera!
Estes testemunhos são tão importantes. Dão-nos muita esperança.
Obrigada Alda. beijinhos para ti e para o Zé Manel

IsaLenca disse...

Que testemunho lindo!
E também se nota que havendo muito Amor à mistura, também ajuda imenso!
Que linda história de vida.
Bjs.

Loulou disse...

Que linda história, Alda.
Realmente, quando se está acompanhada, com muito amor, tudo se pode vencer!

Beijinhos querida

Anónimo disse...

....
É curioso que hoje fui comprar umas camisolas para o meu menino e na loja encontrei uma das proprietárias, que por acaso é prof. de geografia, e conversa daqui, conversa dali, vim a saber que ela com 45 anos tirou uma mama, fez quimio, continuou a dar aulas, nunca desistiu, sempre acreditou.
Agora reformou-se, ajuda na Igreja, dá aulas numa instituição de crianças, ajuda na loja de família, vai ao café ao vício da conversa com as amigas, toda cheia de genica.

Contei-lhe dos nossos blogues, ela deixou-me o recado para vocês.- Que o cancro da mama não é papão, tenham esperanças e que querer é poder.

Foi operada há 16 anos.

Eu estou por aqui. Beijinhos.
laura

Aida guimarães disse...

Foi desta história que me tinhas falado aqui há uns tempos não foi Alda?

Eu tinha acabado se saír do hospital e a ANIXINHA estava...... e ainda não era a altura certa!!

Cada caso é um caso, mas este é certamente de muita esperança, fé e muito amorr.

Obrigada Alda por nos vires contar esta linda e verdadeira história de uma guerreira.

Beijos muito grandes para ti o para o Zé Manel

O meu nome é Alda disse...

Olá queridas amigas!
Esta grande guerreira era a mãe do Zé Manel, minha sogra!
Aprendi com ela muita coisa!
Quando ela sofreu o avc eu ainda pensava que era saudável.Dois meses depois Zás...
Deixou o seu exemplo de coragem, para nós, que também estamos a vencer esta guerra.

Beijinhos para todas

lia disse...

Bonito testemunho Alda...que nos dão tanta força Amiga...beijinhos grandes.

Alda disse...

Aida,
Esta não foi a história que te falei, essa vem a seguir!
E vai ser dedicada a ti!!!
Mas o primeiro testemunho, tinha que ser o da minha sogra! Ela merece!!!
Beijocas

Mimas disse...

Alda, belíssimo testemunho!

A minha sogra fez uma mastectomia há já mais de 30 anos, está óptima. De vez em quando lá abusa do tricot ou do crochet e fica um pouco aflita do braço mas de resto é também um prova de que de facto se pode vencer o bicho, sem dúvida!

E gostei do teu nick ao estilo 007...o meu nome é Bond, James Bond!

Bjs para ti e Zé Manel.

lucinda maria disse...

São estes testemunhos que têm de ser passados, para que mulheres mais frágeis, possam ganhar força, porque nada, nem ninguém, nos pode derrotar, quando queremos de verdade.Um beijo grande.

marilu disse...

Alda, obrigado por dares a conhecer esse grande testemunho é bom para quem como vós está a sofrer, a pensar que o cancro é uma sentença de morte, mas não é morre muito mais gente de doenças cárdio- vasculares e ninguem tem medo, criou-se foi um grande tabú e as pessoas até têem medo de ir ao médico, graças aos vossos testemunhos, muita gente se salva porque perdem o medo e vão mais rápido, bem hajam todas,mulheres de coragem...

beijinhos

Alda disse...

Mimas,
Sabes que eu faço estas coisas só para vocês se rirem...
Todas sabem que o "meu nome é alda"
Um beijinho para ti e para a tua sogra.




Lucinda, bem vinda ao meu cantinho!
Um beijinho




Marilu,
Está tudo bem contigo? Já não aparecias à tempo.
Beijinhos para ti e para a Tila.

isa disse...

já me tinhas falado da tua sogra é uma história incrivel, que mulher de coragem.beijos

Carla disse...

Obrigada por este exemplo de vida. Que história tão revigorante para nós, Aldinha. Uma sogra espectacular que tiveste! Beijo muito grande.

Alda disse...

Obrigado amigas!
Beijinhos para todas.