sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Liliana e Lisa, mais duas guerreiras...




A Lisa fez um coment no meu cantinho, e logo a seguir fui descobrir o dela!

É muito jovem e está numa luta renhida contra aquele bicho danado, e com muita força para vencer esta batalha!

Depois no blog da Liliana descobri o da Lisa, que também teve cancro da mama.
A blogosfera faz-nos conhecer outras pessoas que lutam pela mesma causa, umas de tão longe, outras tão perto de nós, e a experiência de todas ajuda-nos muito a continuar a lutar, a ajudar quem está mais frágil do que nós.


Alguém fez um coment no blog da Liliana dizendo que chocava muito as suas fotos sem cabelo! Nos homens até é moda e não choca ninguém...
É realmente preciso muita coragem! Mudamos muito, mas somos as mesmas, talvez ainda mais dignas porque estamos a sofrer, e a lutar para viver...
Para a Liliana, foi a forma de enfrentar, aceitar, e não camuflar a situação...

Também penso assim! Esta é a dura realidade! A perda da mama, do cabelo, e tudo o resto que vem a seguir, é a verdade que temos, e aceitando ajuda muito, mas nem todas têm a mesma reacção e é preciso respeitar, mas esconder a doença é muito pior, é sinal que não aceitamos e assim sofremos muito mais. Quem não tem apoio, e não pode partilhar o seu sofrimento é terrível...
A melhor maneira que existe para ultrapassar, é aceitar e ir à luta!
Força, e coragem para todas as guerreiras!

Liliana: http://liliana-comoumafenix.blogspot.com

Lisa: http://borasonhar.blogspot.com


Então eu pergunto, a quem já passou ou está passar pelo mesmo:

Haverá maior choque na vida do que dizerem-nos que temos um cancro?

Eu digo que não! Depois de um terramoto destes, tudo o resto é secundário...

10 comentários:

Mrs. Sea disse...

Não há mesmo... Até ter passado por esse momento, achava problemas em tudo... Como somos egoístas! :( Foi preciso sofrer uma notícia dessas, ver que havia a possibilidade de perder o meu maninho, para ver que os problemas que eu fazia existir não valiam de nada, eram apenas caprichos! Hoje, uma vez que o mano está quase na recta final da situação, já sem o bicho, graças a Deus, a vida é mais bela e os problemas são cada vez menos...

A Lisa é de facto uma grande lutadora. Eu conheço a sua história e desde o começo da história do meu irmão que ela tem acompanhado e o ajudado a superar! Quem passa por uma situação idêntica torna-se especial e descobre a sua missão no mundo! Adoro-te Lisa! Obrigada por tudo minha amiga! :)

Bjins

Carla disse...

Aldinha, adorei tudo o que escreveste... subscrevo na íntegra. E vou já conhecer as duas novas amigas. Um beijo grande.

IsaLenca disse...

É bem verdade Alda, e eu estou sempre a aprender com todas vòs. E tenho muito orgulho em poder fazer parte deste grupo de Amigas magníficas e lutadoras.
Bom fim-de-semana. Bjs

Gatapininha disse...

Realmente, nada me afectou mais:(
Nem mesmo quando soube da noticia relativamente ao meu pai e à minha mãe:(

Cabelo, mama, tudo é relativo, quando é a nossa vida que está em jogo e temos quem dependa de nós!

Obrigada Alda por nos dares a conhecer mais essas duas guerreiras.

jokas e bom fim-de-semana
Sandra

Lisa disse...

Alda, que surpresa!
Não imaginava chegar aqui e encontrar um post a falar de mim e da Liliana.

Fico muito feliz, e quero desde já agradecer-te toda a simpatia.
Quero agradecer também às novas amigas, que já me visitaram: Carla e Isalenca.
Á minha amiga Mrs Sea, quero também agradecer, pois fez-me chorar, com o seu comentário.

Queria dizer-te que já cá tinha estado várias vezes, embora nunca tenha comentado. Fico feliz por teres dado o primeiro passo.

Em relação ao teu post, podia ser eu a assina-lo. Concordo com tudo o que dizes.
Também eu, não tenho qualquer problema em falar da minha doença.
O Ano 2007, foi muito complicado para mim.
Nada fazia prever, que de repente, eu passaria de uma mulher com vida profissional muito activa, mãe de família super dedicada, sempre ocupada e sem tempo para ficar doente, a uma mulher com cancro da mama. Foi como se me tivessem tirado o tapete.
Felizmente, com a minha força e coragem, o apoio das minhas meninas, da minha mana querida, de toda a minha família e amigos, consegui lutar, sempre de cabeça erguida e com muita alegria, sim alegria, pois nunca pensei na derrota.
Foi difícil, mas tudo o que conquistamos com dificuldade, tem mais sabor.
Agora é continuarmos nas mãos dos médicos, com os exames de rotina e nas mãos do Pai do céu, que velará por nós.
Dia 6, segunda feira, regresso ao meu serviço, depois de 16 meses de ausência. Estou com um misto de sentimentos, que depois de alguns dias de trabalho, partilharei com todos vós, no meu blog.
Já me alonguei muito, espero não te ter maçado.

Deixo mil beijinhos para ti e para todas as amigas que por cá passam.

Lisa (Elisabete da Catedral)

Linda disse...

Olá Alda!
Costumo passar por cá de vez em quando, e hoje tive uma surpresa... um post dedicado a minha amiga Lisa, ela merece pois é uma amiga com A grande.
Também conheci á pouco a história da Liliana, outra guerreira que luta contra esse bicho horroroso que se instala sem pedir licença...
Obrigada por ser assim, uma lutadora que não abaixou a cabeça e enfrentou o bicho de frente...
Bem haja!!!
Beijinhos
Linda

Alda. disse...

Amigas,

Depois de ter visitado o cantinho da Liliana, e depois o da Lisa, pensei logo que gostaria de lhes dedicar um post!
Já passei por o mesmo, e sei como é difícil...
Liliana e Lisa, podem contar com a nossa amizade! Falo em meu nome, e no de todas as "amigas do peito e do coração".
Andamos sempre por aqui...
É só chamar...E somos muitas!!!

Força para todas as meninas, e em especial as que estão em tratamentos, que eles sejam levezinhos...
Beijinhos

Querubim disse...

Boa noite Alda, já fui aos cantinhos que te referiste da Lisa e da Liliana aqui no blog temos que nos apoiar umas ás outras dar forças quando uma fraqueja como foi o meu caso estes dias e quando arrebitamos cá estamos nós de novo para o der e vier, o barco é sempre o mesmo por isso umas porque já passaram, outras porque estão a passar e infelizmente outras passaram mas com a força de todos venceremos!
Beijinhos para todas

Carecaloira disse...

O importante é acreditar, acreditar e acreditar.
Ganhar forças para lutar contra o inimigo, e procurar ter ao nosso lado guerreiros que nos dêem força e lutem connosco, opiniões vazias e fracas de espírito não precisamos.

O que importa é sobreviver, o cabelo é completamente secundário, até porque ele volta a nascer.

Boa semana
Beijinho grande

Marina

Liliana disse...

Alda, nem sei o que dizer...
Sinto que fui abençoada por ter tido a oportunidade de vos conhecer, são todas tão queridas e generosas...
Apareceram na minha vida no momento certo, quando as noticias se tornaram demasiado dificeis de gerir...
Bem haja a todas...