quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Como a vida é dura......

É preciso estar alerta aos sinais do nosso corpo...
Só que em alguns casos quando se descobre já é tarde demais.

Esta é a história do António Guerra


Em Setembro de 2008 começou a ter tosse, foi-se prolongando e não havia maneira de passar, ele sempre foi magro mas saudável... ao notar que estava a perder peso resolveu ir ao médico.

No dia 3 de Novembro foi à consulta e o médico mandou-lhe fazer uma série de exames. No dia 11 deitou-se à tarde porque se sentia muito cansado, a partir daí já não se conseguiu levantar sem ajuda! Perdeu a força nas pernas, e não conseguia estar de pé.

No dia 20 foi à consulta com todos os exames e ouviu a triste notícia!!! Cancro já muito avançado na coluna, e outros órgãos... Começou logo a fazer a quimioterapia em Coimbra. Ia de ambulância porque já estava muito debilitado e depois regressava casa.

Da última vez não se sentiu bem com o tratamento... Os médicos de Coimbra mandaram-no para Alcobaça e depois piorou, foi tudo muito rápido... Esteve sempre lúcido até ao fim, mas graças a Deus que não sofreu muito tempo.

Faz dia 20 três meses que adoeceu, e já lá está junto do seu querido filho que faleceu à 9 anos de acidente, e só tinha 24 anos. Descanso eterno para os dois.

Como a vida é dura...

10 comentários:

Graça Lopes disse...

*

Anónimo disse...

*
Vanda

NATTY disse...

É sem duvida muito dura, vivi esse drama á relativamente pouco tempo, sentimo-nos impotentes mediante tal dureza, mas... temos que continuar na luta do dia a dia.
Um beijinho Alda, sinto muito.
Natty

Lina Querubim disse...

*
Amiga de papel rasga
amiga de vidro quebra
amiga de ferro enferruja
amiga falsa desiste
amiga igual a você não EXISTE!!!!
Bjokas

Isa disse...

* lamento, Alda
um beijinho

Maria disse...

E tudo acaba num minuto..
Que descanse em paz.
um bjnho.

mari-lou disse...

Temos de aceitar mas é duloroso Deus dê forças à familia para suportar a dor.

Beijinhos Alda.

Anónimo disse...

Que triste ...

Cris

Carecaloira disse...

Sinto muito.
Que descanse em paz.

Beijinho
Marina

Anónimo disse...

Pois é Alda às vezes não damos atenção, pensamos que é ligeiro e vai passar, mas... Temos de aceitar o que a vida nos tem reservado, mas custa muito. Que a sua alma esteja em paz.
Tudo de bom para si. Bj.
Gena