terça-feira, 27 de maio de 2008

O Adeus à minha Dika



Este é o Luki!
Hoje anda desvairado, a chorar, uivar, a ladrar, e não pára de correr por todo o jardim! Não come nada desde ontem! Também está mais inquieto porque a Dika ficou no nosso jardim, e ele sabe onde ela está. Só tenho receio que ele faça algum buraco para a procurar.Estes primeiros dias e noites adivinham-se complicados...

Fui dar mais comida, mas nem lhe toca... Aliás, já não comia quase nada à uns dias! Ele já presentia a morte dela!
Os animais são amigos verdadeiros, e dão-nos grandes lições de vida!!!


Esta é a ultima foto da Dika tirada no sábabo!

17 comentários:

Loulou disse...

Tão lindo, o Luki. E a Dika tb tinha um ar muito meigo. Logo, logo, ele habitua-se à falta dela, Alda. Tens é que ter cuidado com o buraco.

Grande beijoca

Aida guimarães disse...

Aldinha,

Nem sei que te diga!!
Tive um cão em miúda e quando ele morreu deixei de comer durante uns tempos. Adoravamos ter um cão, embora os apartamentos não sejam adequados, mas acho que nunca tivemos por causa do João não ter que passar por o mesmo.

O teu Luki vai precisar de muitos miminhos.
Muitos miminhos para vocês também.

ADORO-VOS

Nela disse...

Oh, Alda, que pena... Já morreram 2 das minhas gatinhas e eu não quereria que tu tivesses que viver isto, mas que fazer...
Fica o Luki para vos ir fazendo uns mimos.
Beijinhos

aguamorna disse...

Olá Alda.So nos conhecemos de nome, atraves da minha mae, a Zezinha, sabes?Parabens por este blog,é um reflexo de amor, de força, de bem-estar espiritual...de algo q por vezes só se alcança qd vivemos determinadas situaçoes de vida que nos enriquecem como seres humanos, ao contrario do q se possa pensar.
Deixo um beijo na expectativa q estas palavras sejam apenas o inicio de tantas outras que iremos partilhar, certamente!
élia ( na luta!)

Alda disse...

Loulou, ele nem come! corre o dia todo de um lado para o outro, à procura da mãe, até faz pena ouvi-lo.
Beijinhos


Aidinha,
Nós dedicamo-nos aos animais, e depois sofremos quando ficamos sem eles.
O meu Luki mete dó...
Mas com o tempo, e com os nossos miminhos vai esquecer.
Beijinhos grandes. Adoro-te


Olá Nela;
É triste, mas temos que aceitar.
Nós sabemos do que estamos a falar...
Beijinhos grandes

Olá Elia,
Benvinda ao meu cantinho!
Desde que estive a falar com a tua mãe que ando para te telefonar, mas ando tão ocupada no trabalho, e tenho chegado tarde a casa que o tempo não dá para nada.

Gostaria muito de falar contigo para trocarmos experiências...
Como já te apercebes-te estas amigas todas, vivem o mesmo drama que nós.
Se me permitires mais tarde vou apresentar-te! Vão gostar de te conhecer! Dia a dia vamos ficando mais fortes, com o apoio que damos umas às outras!
Vou telefonar para ti.
Volta sempre!!!
Beijinhos

Mimas disse...

Beijinhos Alda...

Mimas

de Bizet disse...

Um beijinho Alda.
Um abraço ao Zé Manel.
Carmen.

Querubim disse...

Aiiiiiii Alda...ainda á pouco tinhamos falado dela...ontem falei com uma Amiga do peito e achei que era ela que tinha um Ephanhol Breton como eu tive mas ela tem uma Caniche, e estava a dizer que maravilhosos que eles são o meu talvez por ser meu era tão ESPECIAL...chorei muito quando ele se foi fez dois anos em Abril e ainda o recordo e vou recordar sempreee...ainda me emociono quando vejo um igual vou logo a correr dar festas aliás, eu só doidaaa por animais!
Deixo-te aqui uma mensagem que gosto muito e que dediquei ao meu Doggy e á minha Gata Bébe que partiu um ano depois...beijinhos e coragem!!!

Lina


A Ponte do Arco Íris

"Neste lado do paraíso existe um lugar chamado Ponte do Arco-Íris.
Quando um animal morre, aqueles que foram especialmente queridos por alguém, vai para a Ponte do Arco-Íris. Lá existem campos e colinas para todos os nossos amigos especiais, pois assim eles podem correr e brincar juntos. Lá existe abundância de comida, água, e raios de sol, e nossos amigos estão sempre aquecidos e confortáveis.
Todos os animais que já ficaram doentes e velhinhos estão renovados com saúde e vigor; aqueles que foram machucados ou mutilados estão perfeitos e fortes novamente, exactamente como nós nos lembramos deles nos nossos sonhos, dos dias que já se foram.
Os animais estão felizes e alegres, excepto por uma coisinha: Cada um deles sente saudades de alguém muito especial, alguém que foi deixado para trás. Todos eles correm e brincam juntos, mas chega um dia quando um deles para de repente e olha fixo na distância. Seus olhos brilhantes estão atentos; seu corpo impaciente começa a tremer levemente. De repente, ele se separa do grupo, voando por sobre a erva verde, mais e mais rápido.
Tu foste visto e quando tu e o teu amigo especial finalmente se encontram ficarão unidos num reencontro de alegria, para nunca mais se separarem. Os beijos de felicidade vão chover na tua face; tuas mãos vão novamente acariciar tão amada cabecinha, e tu vais olhar mais uma vez dentro daqueles olhos cheios de confiança, que há muito tempo haviam partido da tua vida, mas que nunca haviam se ausentado do teu coração. Então vocês, juntos, cruzarão a
Ponte do Arco-Íris."

(A Ponte do Arco-Íris, autor desconhecido)

Querubim disse...

Não consigo deixar de comentar pela 2ª vez aqui vai...estou a chorar pq o olhar dela e dele é igual ao do meu Doggy, estou aqui a sofrer pelos meus pela Dika e por todos que deveriam ter um LAR e sofrem pelas ruas...se tiverem oportunidade vão ao meu blog e vejam as fotos do meu Doggy e vejam se não é tal e qual, ali ele era novinho tenho que colocar uma dele mais recente são tão especiais esta raça só quem os tem pode saber...

Bjs
Lina

Platero disse...

Olá Alda

A Dike era linda e com um olhar tão meigo, vais recordá-la de certeza com muito carinho e ela ter-te-á dado muito bons momentos.

O luiki, vai habituar-se, é mesmo assim, quando morreu o meu MÕmô, a Mikas durante uns dias andava triste e não comeu nada, mas depois acabou por voltar ao normal.

Quanto ao sitio onde tens a Dike, planta umas flores por cima ou põe umas pedras para ela não ter a tentação de escavar.

Um abraço

imel disse...

Tão lindos estes bichinhos. Eu sempre quis ter um cãozinho mas em vez disso tive uma gatinha durante 12 anos. E tambem fiquei triste quando ela partiu. Dedicamo-nos ao animais e eles são parte da nossa familia.

Miminhos ao Luki que está a precisar.

Bj grande

Gigi disse...

Amiga,

nem consigo imaginar a dor que estás a sentir. Lamento muito.

Sei bem o amor que se pode sentir por um amigo de quatro patas. Quando Matilda esteve doente e internada no hospital sem se saber se iria recuperar, senti uma dor tão forte...

Muita força amiga.

Alda disse...

Obrigado a todos pelo apoio!

Fica a saudade, e a certeza que ela foi mesmo tratada como uma princesa! Era assim que eu a chamava quando lhe fazia festinhas.
Beijinho para todas, e mais uma vez o meu muito obrigado.

Cinda disse...

Eu sei bem o que isso é infelizmente.
Dói muito, porque fazem parte da nossa vida.
Já passei por isso 3 vezes, uma vez com um gato e duas com cães.
Nem quero imaginar com a minha amostrinha, que me fez e faz tanta companhia, só lhe falta mesmo falar.
Beijinhos para ti e o Zé.
Cinda

Isa disse...

beijinhos ALda

Carla disse...

Tão lindos. Perdi a minha Eva a 3 de Março, custa tanto... nunca a esquecerei. Nessa altura, a Nela falou-me sobre uma crença que me tocou muito, é muito bonita. 90 dias depois, o nosso amigo que partiu reaparece num outro corpo. E não é que 90 dias depois o meu cunhado encontrou uma gatinha na estrada e a levou para casa? Gosto de pensar que ela tem um pouco da minha Eva. Um beijo muito grande, Aldinha, e força para todos.

Graça Lopes disse...

Hoje encontrei este Blog. Adorei a sua força, a Dika, o Luki e a sua dedicação aos animais. Como tem passado o Luki? Concerteza, com tanto amor de e pelos donos, já superou!
Tudo de bom para si